Jornal O Impacto - Guararapes e Região

Procurador é flagrado agredindo covardemente a chefe na Prefeitura de Registro

 

Gabriela Samadello Monteiro de Barros corajosamente deixou-se fotografar para denunciar o espancamento violento que sofreu; agressor não foi preso

- da Redação –

 

                A procuradora-geral da Prefeitura de Registro (SP), Gabriela Samadello Monteiro de Barros, foi brutalmente agredida pelo seu subalterno dentro da repartição pública em que ambos trabalham. Um vídeo gravado por uma outra servidora mostrando a covardia do procurador Demétrius Oliveira Macedo viralizou na internet. A selvageria aconteceu na segunda-feira (20), mas as cenas só começaram a circular no dia seguinte, depois que a vítima autorizou torna-las públicas.

                O vídeo mostra o procurador dando socos e chutes na vítima – e o que é mais revoltante – enquanto ela estava caída. Uma outra funcionária consegue arrastar Gabriela de Barros para longe do alcance do agressor, enquanto uma outra servidora tenta contê-lo. Mas assim que a vítima fica de pé, Demétrius Oliveira Macedo empurra violentamente a jovem que tentava acalmá-lo, chega perto da procuradora-geral e desfere contra o rosto dela um tapa fortíssimo, que a faz cair novamente.

          Gabriela sofreu cortes na cabeça, supercílio e pálpebra esquerdos. Ela decidiu deixar-se fotografar com o rosto ainda sangrando e publicar na imprensa e internet, além de corajosamente atender jornalistas um dia após a agressão com um enorme hematoma no olho esquerdo e ser filmada sem filtros.

                Apesar do flagrante em vídeo, Demétrius Oliveira Macedo não ficou preso. A administração municipal de Registro suspendeu ele das suas funções e disse que está tomando “as providências necessárias”. A OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) também prestou a sua solidariedade à vítima, que é advogada e membro da entidade, assim como o agressor.

De acordo com Gabriela de Barros, Demétrius a espancou ao ver no Diário Oficial do Município que ela havia determinado a abertura de procedimento disciplinar porque outra servidora o acusou de ter sido “grosseiro” com ela dias antes.

O link do vídeo segue abaixo. Recomendamos cautela aos mais sensíveis, porque as cenas são revoltantes.

https://youtu.be/qKrwbbrpnWs

Postagem Anterior Próxima Postagem

ÓTICA OCULAR E ESTILO

Jornal O Impacto - Guararapes e Região

SICOOB

Jornal O Impacto - Guararapes e Região

SUPERMERCADOS JORDÃO

Jornal O Impacto - Guararapes e Região

RIGUETI AUTO PEÇAS

Jornal O Impacto - Guararapes e Região