Jornal O Impacto - Guararapes e Região

OAB pretende equipar todas as Casas da Advocacia com energia limpa

 

Usina fotovoltaica construída pela OAB SP em Três Fronteiras / Divulgação

- da Redação –

 

A Ordem dos Advogados do Brasil seção São Paulo (OAB SP) acaba de inaugurar sua primeira central geradora de energia fotovoltaica, localizada na Colônia de Férias da Secional, no município paulista de Três Fronteiras.

Como parte de um dos pilares do plano de gestão da OAB SP, o ESG (do inglês Environmental, Social and Governance; sigla que reúne boas práticas ambientais, sociais e de governança) tem pautado as iniciativas da entidade e a usina de energia limpa é um dos grandes projetos que se tornaram realidade.

A energia gerada por essa usina vai suprir 40% da demanda das 37 subseções da região. O objetivo do projeto é que todas as Casas da Advocacia e Cidadania no Estado – cerca de 250 – utilizem 100% de energia renovável, até o final de 2025.

As centrais geradoras vão gerar energia por meio de painéis solares e o excedente será redistribuído para a rede da concessionária, que devolverá os créditos gerados à Secional. Dessa forma, todas as subseções que possuem abastecimento desta mesma concessionária terão abatimentos na conta, chegando a pagar apenas o mínimo e deixando de sujeitar-se às bandeiras sazonais.

 

Investimento e economia

Segundo os cálculos, o retorno do investimento se dá em até quatro anos na economia da conta de energia geral da entidade. O projeto tem a expectativa de economizar R$ 2,250 milhões por ano.

Para a construção das novas usinas, a Secional está dando preferência de implementar o sistema em construções térreas, uma vez que é necessário lavar os painéis periodicamente para não acumular poeira e reduzir sua capacidade de recepção da luz solar. De acordo com a Ordem, mais de 50 subseções já demonstraram interesse em receber uma usina fotovoltaica.

 

Projeto piloto

A usina de Três Fronteiras é composta por 200 painéis de 550W, que alimentam 75 kW de inversores. Considerando a tarifa retornada (de energia, menos o ICMS da TUSD) em R$ 0,79 por kWh, tem-se uma economia mensal projetada em R$ 11.650,00 por mês – aproximadamente R$ 140.00,00 por ano. A expectativa de geração média mensal é de 14.740 kWh, ou quase 177 MWh por ano.

Além da geração de energia limpa e renovável, a OAB SP também estará isenta da cobrança extra que ocorre quando são implementadas bandeiras sazonais (amarela ou vermelha), que geram custos extras não previstos para os caixas da Secional.

Para utilizar os créditos gerados pela usina, é necessário que as subseções ou subsedes da OAB SP também sejam atendidas pela mesma concessionária de suas respectivas regiões.

Postagem Anterior Próxima Postagem

ÓTICA OCULAR E ESTILO

Jornal O Impacto - Guararapes e Região

SICOOB

Jornal O Impacto - Guararapes e Região

SUPERMERCADOS JORDÃO

Jornal O Impacto - Guararapes e Região

RIGUETI AUTO PEÇAS

Jornal O Impacto - Guararapes e Região