Jornal O Impacto - Guararapes e Região

Tenente-Brigadeiro do Ar Heraldo fará despedida da FAB em caça Gripen, na Suécia

 

O tenente-brigadeiro do Ar Heraldo Rodrigues, que tem raízes profundas com Guararapes, se despede da carreira militar no dia 18 de abril / foto Divulgação


- Ediwilson dos Santos –

 

                Na próxima terça-feira, dia 4 de abril, o tenente-brigadeiro do ar Heraldo Luiz Rodrigues, 60, fará a sua despedida da Força Aérea Brasileira (FAB) voando em um moderno Gripen, na Suécia.

                O presente de despedida foi concedido pela (FAB), em acordo com a fabricante sueca de caças SAAB, como uma homenagem pelos 42 anos de serviços que ele prestou ao Brasil.

                O F-39 é o avião de caça mais moderno usado pela FAB. Tem 15,9 metros de comprimento, capacidade para mais de 8 toneladas de armamentos e pode atingir uma velocidade máxima de 1.400 km/h.

                A despedida do tenente-brigadeiro Heraldo Rodrigues acontecerá na Suécia porque os F-39 comprados pelo Brasil ainda não possuem configuração para dois ocupantes, necessária até mesmo para um oficial-general da FAB que não está familiarizado com os comandos do avião.

                Em solo brasileiro, ele pilotou um avião militar pela última vez nessa segunda-feira (27), no comando de um Tucano modelo 27, usado pela FAB para treinar seus pilotos.

                Depois do voo de despedida na Suécia, no dia 18 de abril Heraldo Rodrigues irá para a reserva da Força Aérea, quando passará a aproveitar a sua aposentadoria com a família.

                O tenente-brigadeiro do ar é filho do saudoso casal Ronaldo Rodrigues e Thereza de Jesus Francisco Rodrigues. Ele foi aprovado nas provas de ingresso à carreira de aviador militar em 1980, quando tinha ainda 17 anos de idade.

                Desde 1980, a sua família criou raízes em Guararapes, com atuação em ações filantrópicas e, profissionalmente, em bancos (caso do senhor Ronaldo) e na advocacia.

O advogado Gustavo Rodrigues, irmão do tenente-brigadeiro, resumiu a trajetória de Heraldo na FAB: “Sem dúvida nenhuma, (a sua vida militar) é uma vitória para poucos, e no caso dele, é muito merecedor, pelo esforço, dedicação, competência e honradez”.

                Desde abril de 2022, Heraldo Rodrigues vinha respondendo pelo Comando de Operações Aeroespaciais (Comae) do Planalto Central.

A despedida da vida de piloto será em um caça F-39 (foto), na Suécia
Postagem Anterior Próxima Postagem

ÓTICA OCULAR E ESTILO

Jornal O Impacto - Guararapes e Região

SICOOB

Jornal O Impacto - Guararapes e Região

SUPERMERCADOS JORDÃO

Jornal O Impacto - Guararapes e Região

RIGUETI AUTO PEÇAS

Jornal O Impacto - Guararapes e Região