Jornal O Impacto - Guararapes e Região

Fotos da autópsia de Marília Mendonça vazam e servidor será demitido

 


A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) afirmou no sábado (15) que desligará o servidor identificado como responsável pelo vazamento das fotos da autópsia da cantora Marília Mendonça, informa o portal Terra. Nos últimos dias, imagens sensíveis da artista, que morreu em acidente aéreo, circularam pelas redes sociais.

Em nota, a Polícia Civil afirmou que não compactua com os desvios de conduta de seus servidores e assegurou que todos os responsáveis pelo vazamento serão punidos com rigor e celeridade.

"As medidas administrativas após apuração e direito à defesa podem ir desde o afastamento do servidor à demissão do cargo público. A Polícia Civil reforça seu compromisso com o resguardo dos dados sensíveis que envolvem a investigação criminal em todas suas vertentes, bem como a punição de todos os servidores que eventualmente derem causa ao vazamento de dados, informações ou documentos de natureza sensível ou sigilosa", diz um trecho do comunicado.

A família de Marília Mendonça já informou que pretende processar o Governo de Minas Gerais pelo vazamento. De acordo com o advogado da família, as imagens fazem parte de um inquérito sigiloso da Polícia Civil de Minas e só deveriam ser acessadas por pessoas autorizadas.

Marília Mendonça morreu em 5 de novembro de 2021, em um acidente aéreo em Caratinga, interior de Minas Gerais. Além da artista, o tio Abicieli Silveira, o produtor Henrique Bonfim, o piloto e o copiloto do avião também morreram.


Postagem Anterior Próxima Postagem

ÓTICA OCULAR E ESTILO

Jornal O Impacto - Guararapes e Região

SICOOB

Jornal O Impacto - Guararapes e Região

SUPERMERCADOS JORDÃO

Jornal O Impacto - Guararapes e Região

RIGUETI AUTO PEÇAS

Jornal O Impacto - Guararapes e Região