Jornal O Impacto - Guararapes e Região

Vaca brasileira entra para o Guiness Book como a mais valiosa do mundo

 

A venda de Viatina-19 FIV Mara Móveis, em junho do ano passado, colocou a negociação no livro dos recordes como a vaca mais valiosa do mundo. A fêmea teve um terço de seus direitos negociados num leilão em 16 de junho em Arandu (SP) por R$ 6,993 milhões, o que significa que o valor total da vaca pode chegar a cerca de R$ 21 milhões (R$ 21,61 milhões corrigidos pela inflação).

O Guinness, livro dos recordes, registrou que Viatina-19 FIV Mara Móveis entrou para a história como a fêmea mais cara do planeta em sua mais recente edição, confirmando o período de alta que o gado de elite vive nos últimos anos.

Ela tem a posse compartilhada entre Casa Branca Agropastoril, Agropecuária Napemo e Nelore HRO e animais como Viatina-19 são extremamente valorizados no mercado por terem consistência genética, pedigree consagrado e características produtivas que vão se refletir no campo.

O objetivo do melhoramento genético é que o animal transfira a genética aos seus descendentes e que eles produzam mais carne em menos tempo e menor espaço, o que significa maior lucratividade aos pecuaristas.

Foi justamente o que ocorreu com o animal: nos 12 meses que antecederam o leilão, a vaca resultou em negócios que alcançaram R$ 6,849 milhões (R$ 7,04 milhões, atualizados), incluindo prenhezes e bezerra, segundo a Casa Branca.

Antes, em 2022, metade da vaca tinha sido vendida por R$ 3,99 milhões (R$ 4,29 milhões, atualmente) num leilão durante a Expozebu, principal evento da pecuária do país e que acontece em Uberaba (MG).

Desde esse leilão, a posse da fêmea era dividida entre a Casa Branca e a Napemo, que decidiram comercializar um terço do animal no leilão e passaram a ter a HRO como sócia.

Viatina-19 FIV Mara Móveis tem cinco anos e dois meses e, independentemente do valor, é considerada uma das melhores vacas nelore da história.

"Sua valorização e o reconhecimento no Guiness Book são provas incontestáveis de que o investimento em excelência genética proporciona retorno, seja em produtos diferenciados, em retorno financeiro e em imagem", afirmou a diretora da Casa Branca, Fabiana Marques Borrelli.

Ela disse ainda que, com o reconhecimento, o animal eleva o prestígio da pecuária no país e da própria empresa. A negociação de um terço da fêmea foi fechada por 30 parcelas de R$ 233,1 mil.

Viatina-19 nasceu em 17 de janeiro de 2019 e é filha de Landau da Di Gênio, que em 2018 teve 50% de seus direitos vendidos por R$ 1,26 milhão (R$ 1,74 milhão, corrigidos pela inflação).



Postagem Anterior Próxima Postagem

ÓTICA OCULAR E ESTILO

Jornal O Impacto - Guararapes e Região

SICOOB

Jornal O Impacto - Guararapes e Região

SUPERMERCADOS JORDÃO

Jornal O Impacto - Guararapes e Região

RIGUETI AUTO PEÇAS

Jornal O Impacto - Guararapes e Região