Jornal O Impacto - Guararapes e Região

Bebê de 2 meses morre depois de receber leite na veia em hospital

 


As autoridades de saúde da Bahia informaram que abriram uma sindicância para investigar a  morte do bebê Samuel Ricardo Souza Bastos, de apenas dois meses, que morreu depois ter tido leite injetado no acesso central, na segunda-feira (19), na Maternidade Professor José Maria Magalhães Netto, no bairro do Pau Miúdo, em Salvador. O caso teria acontecido após um erro de uma técnica de enfermagem.

Samuel Bastos recebia medicamentos na veia e se alimentava por meio de sonda. De acordo com familiares, o bebê estava internado na unidade havia um mês, porque nasceu com cardiopatia.

Há 15 dias, o menino fez uma cirurgia no Hospital Ana Nery e voltou para a maternidade, onde se recuperava do procedimento cirúrgico. A mãe de Samuel, Naiane Rocha, acompanhava o bebê, mas no domingo (18), precisou ir em casa.

Quando estava fora do hospital, ela recebeu uma ligação que informava que o filho tinha passado mal. "Eu recebi um telefonema de uma mãe que estava no hospital dizendo: 'venha correndo que seu filho está passando mal'", disse Naiane Rocha.

Ao chegar na maternidade, a mãe do bebê estranhou porque ele estava bem quando ela saiu da unidade. "Cheguei no hospital, a médica mentiu para mim, disse que tinha acontecido pelo problema de saúde dele. Eu sabia que não era, porque sabia da melhora, sabia que não era o coração dele e eu fiquei desesperada", relatou a mãe do menino.

Na noite de domingo, ela foi informada dentro do hospital que uma técnica de enfermagem havia se confundido e aplicado a alimentação no acesso central da criança e o estado era grave. "Quando cheguei na UTI, uma outra médica me explicou que a técnica, em vez de conectar na sonda, conectou no acesso central. Aí que fui entender o que tinha acontecido".

A mãe da criança contou ainda que foi informada que a funcionária teria sido demitida ainda no domingo.

Na manhã de segunda-feira, os familiares do bebê receberam a informação de que um funcionário da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital teria vazado a informação da morte de Samuel. O óbito foi confirmado pela assistente social da unidade depois que a família a procurou.

"Meu bebê era muito amado. Eu não posso julgar elas, porque foram técnicas maravilhosas, essa mesmo que fez isso com ele não era acostumada a ficar com ele, mas tinha as outras que ficavam e eu tenho um amor muito grande", contou Naiane Rocha. "Ele era um bebê muito querido, pelo fato de ter ficado dois meses internado. Eu deixei meu filho dormindo e encontrei ele entubado", disse emocionada.


Postagem Anterior Próxima Postagem

ÓTICA OCULAR E ESTILO

Jornal O Impacto - Guararapes e Região

SICOOB

Jornal O Impacto - Guararapes e Região

SUPERMERCADOS JORDÃO

Jornal O Impacto - Guararapes e Região

RIGUETI AUTO PEÇAS

Jornal O Impacto - Guararapes e Região