Jornal O Impacto - Guararapes e Região

Catador de recicláveis leva criança para matagal, estupra e deforma cabeça com agressões

 

Uma criança de 9 anos, que estava desaparecida, foi encontrada desacordada e com o rosto desfigurado em uma mata no bairro Salvaterra, em Juiz de Fora (MG). A vítima apresentava sinais de violência sexual e foi localizada entre plantas e cipós por policiais e bombeiros na noite dessa quinta-feira (6).

Segundo a Polícia Militar, um homem de 41 anos, catador de materiais recicláveis na cidade, já confessou o crime e está preso. Além dele, a polícia também prendeu a tia-avó da criança, por ter entregado ela para o investigado.

A menina estava desaparecida desde a manhã de quinta-feira (06/06), quando saiu com a prima de 8 anos e a tia-avó, de 46 anos, para coletar materiais recicláveis. Conforme o boletim de ocorrência, a mulher estava com as crianças e um carrinho de feira, quando encontraram um homem empurrando um carrinho de ferro.

Ele se ofereceu para ajudar na coleta dos materiais recicláveis. Após venderem o material, o homem prometeu presentear a mulher com um novo carrinho e foi buscar o veículo na companhia de uma das crianças.

Câmeras de segurança registraram o momento em que ele corria pelas ruas com a criança no carrinho, alternando entre correr e andar devagar, com a cabeça abaixada para não ser identificado.

A Polícia Militar iniciou buscas e, após horas de diligências, encontrou o carrinho de reciclável abandonado. Um porteiro de um prédio na região afirmou ter visto o homem de mãos dadas com a criança, e câmeras de segurança mostram que ele retornou da mata sozinho.

O suspeito foi localizado e detido e ainda dentro da viatura, ele resolveu colaborar com os policiais, indicando onde estaria a menina, que ele acreditava estar morta, em decorrência das agressões brutais que ela sofreu.

No matagal, a menina foi encontrada com sinais de violência sexual, desacordada, com muito sangue na cabeça, dificuldade para respirar, hipotermia, lábios roxos e dedos esbranquiçados.

Ela foi levada imediatamente ao hospital, onde foram confirmados o abuso sexual, marcas no pescoço e escoriações pelo corpo. A vítima sofreu politraumatismo craniano que desfigurou o rosto, provavelmente causado por golpes com uma pedra ou batidas contra o chão.

Câmera de segurança ajudou a polícia a identificar o estuprador; na imagem, ele aparece conduzindo o carrinho de coleta de recicláveis, com a criança dentro

Postagem Anterior Próxima Postagem

ÓTICA OCULAR E ESTILO

Jornal O Impacto - Guararapes e Região

SICOOB

Jornal O Impacto - Guararapes e Região

SUPERMERCADOS JORDÃO

Jornal O Impacto - Guararapes e Região

RIGUETI AUTO PEÇAS

Jornal O Impacto - Guararapes e Região